alimentação Cartão Alimentação

Dica Nutri – Cartão Alimentação

Plantas Comestíveis: quais são os seus benefícios ? Confira!

 

O Brasil é um dos países com maior biodiversidade do mundo, contudo atualmente não há estímulo para a produção e consumo das espécies disponíveis em todo território nacional. Levando em consideração a importância do consumo de alimentos locais, sazonais, e o impacto ambiental que a produção dos mais consumidos pelo homem promove, se faz necessário mudar o olhar para uma alimentação mais sustentável e que tem os ingredientes, muitas vezes, presentes em nosso próprio quintal, e que pode trazer inúmeros benefícios à saúde.

 

Pensando nisso, vários estudos têm tido como foco o uso e aplicações das PANCS – Plantas Alimentícias Não Convencionais, caraterizadas por espécies nativas comestíveis, exóticas, silvestres ou cultivadas, utilizadas terapeuticamente em determinadas regiões e culturas. Parte da falta de conhecimento sobre elas se deve à escassez de divulgação sobre seu valor nutricional, cultivo e modo de consumo. Portanto falaremos mais sobre elas e como podem ser usadas:

 

Ora-pro-nóbis

Encontrada principalmente na região Sudeste, contém alto teor de proteínas, minerais, vitaminas, ômega 3, assim como o oxalato, um fator antinutricional que pode reduzir a absorção das substâncias mencionadas. Aconselha-se passar as folhas por algum tratamento térmico (cozer, no vapor ou assá-las) para minimizar essa ação. Pacientes com cálculo renal devem evitar.

 

Taioba

Encontrada no interior de alguns estados do Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro), suas folhas contêm fibras, vitamina C, Ferro, Cálcio e Potássio. Possui igualmente oxalato, por isso é importante fazê-la passar pelo cozimento, vapor, ou assá-la.

 

Pequi

Encontrado no Centro-Oeste (Goiás), e também em Minas Gerais, é rico em fibras, Vitaminas A/E e Folato, e também possui promissora ação antioxidante. Sua polpa deve ser cozida por, aproximadamente, 15 minutos.

 

Baru

As amêndoas de baru são facilmente encontradas na região Centro-Oeste e seu valor nutricional está principalmente em seus ácidos graxos e minerais. Estudos tem relacionado seu consumo com a melhora no perfil de colesterol, sugerindo que pessoas com alteração no colesterol total e HDL podem melhorar estes perfis com o uso deste grão.

 

Então lembre-se, toda e qualquer indicação de alimentos e/ou preparações deve ser precedida de avaliação, por isso, procure seu nutricionista para lhe orientar qual a PANC é mais indicada para você, assim como a frequência de consumo.

 

Fabiane Almeida | Nutricionista CRN 8 6363

 

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

1. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Alimentos regionais brasileiros. 2a ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 484 p. 2. TAKEITI, C.Y. et al. Nutritive evaluation of a non-conventional leafy vegetable (Pereskia aculeata Miller). Int J Food Sci Nutr; 60 (0): 148-160, 2009.

3. KAZAMA, C.C. et al. Involvement of arginine-vasopressin in the diuretic and hypotensive effects of Pereskia grandifolia Haw. (Cactaceae). J Ethnopharmacol; 144 (0): 86-93, 2012.

5. KNUPP, V.F.; LORENZI, H. Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2014.

6. CAXITO, M.L.C. et al. In Vitro Antileukemic Activity of Xanthosoma sagittifolium (Taioba) Leaf Extract. ECAM; 2015 (2015): 1-10, 2015. 10. VILLELA, A.; PINTO, D.; CARVALHO, V.D. et al. Avaliação de fatores antinutricionais das folhas da taioba (Xanthosoma sagittifolium Schoot). Ciênc Agroecol; 25 (3): 601-604, 2001.

7. PASCHOAL, V.; SOUZA, N.S. Plantas Alimentícias não convencionais (PANC). In: CHAVES, D.F.S. Nutrição Clínica Funcional: Compostos Bioativos dos Alimentos. São Paulo: VP Editora, 2015. Cap. 13. p. 302-323.

Facebook Comments

comments

comments for this post are closed

Blog Senff

Cras ultricies ligula sed magna dictum porta. Sed porttitor lectus nibh. Vivamus magna justo, lacinia eget consectetur sed, convallis at tellus. Curabitur arcu erat, accumsan id imperdiet et, porttitor at sem. Quisque velit nisi, pretium ut lacinia in, elementum id enim. Mauris blandit aliquet elit, eget tincidunt nibh pulvinar a. Donec rutrum congue leo eget malesuada. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta. Curabitur arcu erat, accumsan id imperdiet et, porttitor at sem.