Contabilidade Financeiro Fiscalização

DIRF 2021

Fevereiro 4, 2021

Você está preparado para entregar sua Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte?

 

DIRF, uma sigla que pode apavorar muitos empresários. Nessa época do ano, as empresas precisam prestar contas à Receita Federal. Por isso, é muito importante que todos entendam e tenham informações suficientes sobre a Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF).

 

Então, preparamos essas perguntas e respostas para dar uma luz!

 

Gente, nunca ouvi falar: o que é a DIRF e para que serve?
A chamada DIRF significa Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. Na prática, é uma obrigação tributária para fins de fiscalização. Ela é emitida pelas empresas para informar à Receita Federal todos os valores de imposto de renda que foram retidos com pagamentos de colaboradores e terceiros, a fim de evitar sonegação fiscal.

 

Tá! Mas quem é obrigado a apresentar a declaração?
São vários os casos que se enquadram na obrigatoriedade e, todos os anos, a Receita Federal publica as regras com relação à entrega da DIRF. Por isso, é sempre bom que as empresas possam contar com a ajuda de um profissional contábil para auxiliar com essas questões de enquadramento.

 

Entendi. E como é feita a Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte?
O envio é feito pelo programa gerador da DIRF 2021, que já está disponível para download. O prazo de entrega é dia 26 de fevereiro. Após baixá-lo, é necessário preencher os dados solicitados ou importar as informações do sistema de gestão contábil que a empresa utiliza.

 

E o que acontece se a empresa não enviar?
O não envio da DIRF dentro do prazo gera uma multa de 2% ao mês calendário, ou fração, sobre o montante de IR (Imposto de Renda) informado na declaração. Vale lembrar também que há a multa mínima de R$ 200 para pessoas jurídicas inativas e empresas optantes pelo Simples Nacional. Para os demais, o valor é de R$ 500. Se por acaso a empresa não tiver todas as informações até a data limite, é possível enviar o documento incompleto e fazer a retificação depois.

 

Agora que você já sabe o que é DIRF e para que serve, ficou mais clara a importância dessa declaração? Orientações como essas são fundamentais para que a sua empresa fique sempre em dia com o Fisco.

 

Fonte

Comentários

Deixe seu comentário

Comentários para este post estão indisponíveis.